Páginas

segunda-feira, 19 de março de 2018

RAIZES é CAMPEÃO do Master de 2017

RAIZES - O CAMPEÃO VOLTOU
No sábado de 17 de Março de 2018, com um sol bastante forte, e um grande público prestigiando, aconteceu no campo do Magic Paula em Vila Antártica, , a grande final do Master de 2017 , com atletas com 50 anos ou mais , chamado CINQUENTÃO, entre os times do Esporte Clube Jardim Glória (Jardim Glória) e do Raízes Futebol Clube (Canto do Forte)  , e quem se deu bem foi o time do RAIZES FC, que depois de anos de ausência dos campos, volta em grande estilo e vence a partida pelo placar de 1x0, com gol de falta de TITI, nos minutos finais do primeiro tempo, numa cobrança magistral.


JARDIM GLÓRIA - VICE-CAMPEÃO
O Campeonato Municipal de Futebol Master (atletas com mais de 50 anos), categoria masculina adulta, é organizado e administrado  pela Liga de Futebol Amador de Praia Grande (LFAPG), que tem em sua presidência o Sr, Jaime Alves Guimarães, que segue em seu terceiro mandato e tem o apoio da Prefeitura Municipal.

O JOGO:  Em jogo bastante movimentado, no primeiro tempo quem deitou e rolou foi o time do Raizes, que criou inúmeras chances, mas não aproveitou as oportunidades, o time do Glória por sua
BITO DO RAIZES, FOI O
ARTILHEIRO DA COMPETIÇÃO
vez, se defendia muito bem, com a defesa bem postada e o seu goleiro fazendo boas defesas, por outro lado seu meio e ataque , não estavam num bom dia, o Raizes tocava muito facil e ja merecia estar vencendo e no final do primeiro tempo, tem uma falta perigosa, que TITI bate com maestria , e manda no angulo , sem chances nenhuma de defesa pro goleiro do Glória, abrindo o placar em 1x0, placar final do primeiro tempo.


No Segundo tempo de jogo, o jogo ficou mais equilibrado, o time do Glória se soltou, seu meio campo melhorou bastante, seu ataque criou chances, que esbarrou na muralha do Raizes, chamada MOLINA, melhor goleiro da competição, que garantiu a segurança em baixo dos três paus, além disso com uma defesa bem compactada, o time do Raizes neutralizou muitas jogadas da equipe do Glória, mas seu meio campo e ataque, não ficaram atrás, continuaram a criar oportunidades, mas não foram aproveitadas e no final o placar ficou em 1x0, pro Raizes; Que assim depois de anos sem disputar qualquer tipo de competição oficial, volta em grande estilo e se torna Campeão do Master de 2017, com méritos!!!

Ao longo da competição, a equipe do Glória somou seis vitórias, dois empates, uma derrota,
O "MURALHA" LUIS MOLINA ,
 DO RAIZES,FOI O MELHOR GOLEIRO
35 gols feitos e 13 sofridos. Já o time do Raízes totalizou oito vitórias, uma derrota, 32 gols prós e 9 contras. Curiosamente, a única derrota do Glória foi para o time do Raízes, por 2 a 1, ainda na primeira fase da competição (classificação).


Confira as campanhas dos times finalistas do Municipal Máster de 2017:

Esporte Clube Jardim Glória
1ª fase
18/11 - Glória 5 x 1 Bandeirantes
25/11 - Glória 1 x 2 Raízes
09/12 - Glória 7 x 0 Unidos de Itaóca
16/12 - Glória 2 x 2 Treze de Maio
20/01/18 - Glória 4 x 1 Palmeirinhas
03/02 - Glória 8 x 0 Canarinho
10/02 - Glória 1 x 1 Solemar
24/02 - Glória 6 x 2 Praia de Mongaguá
semifinal
10/03 - Glória 1 x 1 Solemar (nos pênaltis 3 x 2)

Raízes Futebol Clube
1ª fase 
18/11 - Raízes 5 x 0 Praia de Mongaguá
25/11 - Raízes 2 x 1 Glória
02/12 - Raízes 2 x 3 Bandeirantes
09/12 - Raízes 5 x 0 Treze de Maio
20/01/2018 - Raízes 6 x2 Canarinho
27/01 - Raízes 4 x 1 Solemar
03/02 - Raízes 4 x 1 Unidos de Itaóca
24/02 - Raízes 1 x 0 Palmeirinhas
semifinal
03/03 - Raízes 3 x 1 Treze de Maio

Dados - Na primeira fase do torneio, os times jogaram todos contra todos, em chave única. Avançaram para a etapa semifinal os quatro melhores. Atuaram os selecionados da Associação Atlética Solemar (Solemar), Treze de Maio Futebol Clube (Sítio do Campo), Raízes Futebol Clube (Esmeralda), Esporte Clube Jardim Glória (Glória), Palmeirinhas Esporte Clube (Bairro Antártica), Esporte Clube Canarinho (Vila Sônia), Clube Praia de Mongaguá, Unidos de Itaóca de Mongaguá e Clube Bandeirantes de Cubatão.

Na última edição do Municipal Master, o time do Esporte Clube Oriental sagrou-se bicampeão (2017/2016 e 2015/2014). Na partida final, a turma do Oriental goleou, por 6 a 1, o selecionado do Praia de Mongaguá Futebol Clube (Mongaguá). Na disputa do terceiro lugar, o time do Treze de Maio Futebol Clube (Sítio do Campo) ganhou, por 2 a 1, da equipe da Associação Atlética Solemar (Solemar). Na temporada 2014/2015, na decisão, time do Oriental derrotarou, por 1 a 0, os do Esporte Clube Centro Social de Ação Comunitária-Cesac (Canto do Forte). 

Em 2013, a equipe 
do Cesac sagrou-se campeã do torneio ao vencer na decisão, por 2 a 0, o time Atlético Clube de Praia Grande. Em 2012, a equipe do Botafogo Futebol Clube venceu. Na decisão, o time de Vila Antártica venceu, por 3 a 2, o time do Cesac. Em 2011, a equipe A do Cesac levou a medalha de ouro. Na final, o grupo A venceu o B do Cesac, por 4 a 0. Em 2010, a equipe do Real Esporte Clube ficou com o título da 1ª Copa Máster. Na disputa decisiva, o time bateu a agremiação do Cesac, por 2 a 1. Outras informações podem ser obtidas no site www.lfapg.com.br 

PG tem polo competitivo de natação olímpica e paraolímpica

Atividades ocorrem na
piscina pública do Bairro Mirim
A Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande oferece gratuitamente aos munícipes polo de iniciação e treinamento competitivo de natação olímpica e paraolímpica. As atividades têm como foco nos jovens acima dos 10 anos que já saibam nadar; não são aulas para aprender a nadar, nem para iniciar no esporte, mas sim para começar na competição, com carga de treinamento específico e participação em eventos.

Os treinos ocorrem às segundas, quartas e sextas-feiras, das 16 às 20 horas; terças e quintas-feiras, das 16 horas às 19h30, na piscina municipal (Rua Gilberto Fouad Beck, 110, Bairro Mirim). A equipe olímpica trabalha sob orientação técnica do professor Régis dos Anjos Aguiar. Já a turma paraolímpica recebe ensinamentos da professora Silvia Schich Rodrigues.

Para participar das aulas, os interessados devem comparecer ao local utilizando roupa esportiva apropriada e documento de identidade (com foto). É preciso estar acompanhado pelo responsável se for menor de 18 anos. Depois de preenchida ficha cadastral, o participante também deve apresentar atestado médico. Outras informações podem ser obtidas na sede da SEEL (Avenida Ministro Marcos Freire, 33579, Bairro Tupiry) e no telefone: 3496-5601.

SuperEscola - Crianças de 7 a 14 anos que desejam dar os primeiros passos na natação devem fazê-lo por meio do Programa SuperEscola regido pelo Departamento de Complementação Educacional, Esporte e Cultura nas Escolas da Secretaria de Educação (Seduc). Os interessados em participar devem ir a piscina do Bairro Mirim para efetuar a inscrição, no horário das 8h30 às 16h30. Quem não conseguir a vaga em um primeiro momento ficará numa lista de espera. As inscrições continuarão sendo feitas ao longo do ano inteiro e os inscritos vão sendo beneficiados conforme a demanda e o surgimento de novas vagas. Outras informações podem ser obtidas na sede da Seduc (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim, ao lado da Prefeitura) e no telefone 3496-2350. 

Atletas de PG participam de eventos estaduais

Esportistas locais disputam quatro eventos
A Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) de Praia Grande participa neste ano dos quatro maiores eventos regidos pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SELJ): 82º Jogos Abertos do Interior Horácio Baby Barioni, 62º Jogos Regionais do Estado de São Paulo, 35º Jogos Abertos da Juventude - os Joguinhos, 1º Jogos Abertos Infantil e 47º Campeonato Estadual de Futebol Professor José Astolphi.

A primeira competição que movimenta os atletas da Cidade são os Joguinhos, evento sub-18, que começam ainda neste mês de março. Os desportistas locais competem nas modalidades de atletismo (feminina e masculina - F/M), basquete (M), futsal (M), futebol (M), ginástica artística (F/M), ginástica rítmica (F), handebol (F/M), judô (F/M), natação (F/M), tênis de mesa (F/M), vôlei de praia (F/M), vôlei (F/M) e xadrez (M). 

Na primeira fase (sub-regional), os times locais enfrentam os das Cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista. As equipes jogam todas contra todas, em sede única. A que obtiver mais pontos avança para a fase regional (reúne os vencedores da sub-regional e do Litoral Sul). Os vencedores da regional qualificam-se para a final estadual. A 35ª edição da fase final dos Joguinhos acontece de 24 de maio a 2 de junho, no município de Franca.

Na final estadual, os atletas de Praia Grande integram a seleção da Diretoria Regional de Esporte e Lazer (DREL) de Santos, porque a SELJ realiza esta disputa entre 14 Diretorias: Santos, Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Campinas, Franca, Grande São Paulo, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

Em 2017, o grupo de Praia Grande obteve 39 medalhas (13 ouros, 14 pratas e 12 bronzes). Por equipes, a feminina de judô sagrou-se campeã geral, assim como as de ginástica artística feminina livre e masculina sub-16. Os times masculino de handebol e feminino de tênis de mesa de Praia Grande ficaram nas quartas colocações. O de basquete masculino terminou na quinta posição. A turma de ginástica rítmica desportiva terminou em sexto lugar. O grupo masculino de judô foi o oitavo melhor. A turma de ginástica artística masculina sub-16 conseguiu ainda um feito raro: ganhou todas as 21 medalhas disputadas.

Regionais - De 3 a 14 de julho, em Santo André, os atletas praia-grandenses encaram os Jogos Regionais - 1ª Região, evento com idade sub-21 e adulta. A competição é classificatória para os Jogos Abertos do Interior. A SELJ divide as cidades do Estado em oito regiões. Na primeira região estão Baixada Santista e Grande ABCD, entre outros municípios. Em 2017, no torneio da primeira divisão, pela quarta vez (2009, 2015, 2016 e 2017), a delegação de Praia Grande terminou em quinto lugar (entre 31 participantes), com 205 pontos e 133 medalhas (50 ouros, 46 pratas e 37 bronzes). Está é a melhor posição já obtida pelo grupo municipal no evento. E ainda, garantiu o novo recorde local no número total de medalhas (superando as 107 ganhas em 2015) e no número de primeiros lugares (deixando para trás os 41 obtidos em 2013). Pelo décimo ano seguido (2008 a 2017) destacou-se como a segunda melhor da Região.

Infantil - De 1 a 12 de agosto, os atletas praia-grandenses participam da primeira edição dos Jogos Abertos Infantil, evento sub-16, nas modalidades de atletismo, basquete, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, natação e vôlei. Há as fases sub-regional e regional. De 11 a 20 de outubro, em Jundiaí, acontece a final estadual. A competição surge em substituição a Copa do Estado. Em 2017, as equipes de ginástica artística masculinas infantil (8 a 12 anos) e adulta (13 a 16) de Praia Grande sagraram-se campeãs. O time feminino infantil foi vice-campeão e o adulto terminou em terceiro lugar. O grupo de ginástica rítmica sub-14 ficou com o vice-campeonato e o adulto (mais de 15 anos) encerrou na sétima colocação. A turma do handebol masculino ficou com o bronze. O selecionado local de vôlei feminino foi o quinto melhor do Estado.

Futebol - Ainda em agosto, os times masculinos sub-13, sub-15 e sub-17, e feminino sub-17 de Praia Grande disputam o Campeonato Estadual de Futebol. Há as fases sub-regional e regional. De 6 a 15 de dezembro, acontecem as finais estaduais: a sub-17 feminina no Ginásio Ibirapuera, em São Paulo; a sub-13 e 15 masculina em Dourado; e a sub-17 masculina em Lençóis Paulista.

Em 2017, a turma masculina sub-17 de Praia Grande parou na fase regional do torneio. O time local empatou com a seleção de Registro, em 1 a 1. Como no primeiro jogo, a turma de Praia Grande venceu Itanhaém por 2 a 0 e a de Registro ganhou do mesmo adversário por 3 a 1, a classificação final do triangular foi definida nos critérios de desempate estabelecidos pelo regulamento da competição. Depois de eliminados os critérios de confronto direto, número de vitórias e saldo de gols; a turma de Registro ficou com a vaga para a final estadual (que ocorre de 8 a 16 de dezembro, em Dracena) pelo maior número de gols marcos (Registro fez 4 contra 3 de Praia Grande). 

A seleção praia-grandense masculina sub-15 foi eliminada da competição na etapa sub-regional ao perder nos pênaltis, por 3 a 2 (após vencer por 2 a 1 no tempo regulamentar), para o selecionado vicentino. Apenas os dois times inscreveram-se para esta fase da disputa e no primeiro jogo, em casa, Praia Grande perdeu por 2 a 1. A turma feminina sub-17 de Praia Grande, que pela primeira vez na história participou da competição, também se despediu do torneio na fase sub-regional. Nas partidas realizadas, atuando como visitante, as meninas da Cidade empataram, em 0 a 0, com a turma de Guarujá. Em casa, o grupo municipal foi derrotado por São Vicente, por 4 a 1.

Abertos - De 16 a 28 de setembro, em Rio Claro, os atletas de Praia Grande competem nos Jogos Abertos do Interior, evento sub-21 e adulto. É o campeonato mais importante do Estado. Em 2017, no torneio da segunda divisão, a delegação municipal encerrou em 18º lugar, com 59 pontos e 23 medalhas (6 ouros, 11 pratas e 6 bronzes). A colocação obtida manteve a Cidade como segunda força esportiva da Região Metropolitana da Baixada Santista. Praia Grande é uma referência também com relação a locais de praia. Além de Santos, apenas o grupo municipal integra a lista dos 18 melhores municípios esportivos estaduais. Logo, Praia Grande faz parte de um seleto grupo que está em destaque dentro do esporte competitivo. 

PG oferece atividades de judô, canoagem, remo e vela

Atividades são gratuitas
 para os munícipes
A Prefeitura de Praia Grande (Secretarias de Esporte e Lazer - SEEL - e Educação - Seduc) oferece gratuitamente aulas de judô, canoagem, remo e vela para os munícipes de 7 a 14 anos (por meio do Programa SuperEscola - oportuniza a prática pedagógica esportiva no contra-turno escolar) e acima dos 15 anos (área de iniciação e treinamento competitivo). 

Os interessados em participar das atividades ligadas ao SuperEscola (sob responsabilidade do Departamento de Complementação Educacional, Esporte e Cultura nas Escolas da Seduc), assim como da parte competitiva (tutelado pelo Departamento Esportivo da SEEL), devem procurar os polos onde as aulas são realizadas para efetuar a inscrição, no horário das 8h30 às 16h30.Quem não conseguir a vaga em um primeiro momento, ficará numa lista de espera. As inscrições continuarão sendo feitas ao longo do ano inteiro e os inscritos vão sendo beneficiados conforme a demanda e o surgimento de novas vagas. 

Os ensinamentos de judô competitivo ocorrem de segunda a sexta-feira, após às 17 horas, no Centro de Excelência Professor João Carlos Ribeiro Manso Júnior (localizado na esquina das ruas Arari e Carimbó, Bairro Tupi – anexo ao Ginásio Rodrigão), com orientação técnica dos professores Alberto Silva bittencourt, DanusaShira Bittencourt e Rodrigo de Matos.

Parceria náutica – Desde 2004, por meio de parceria entre a Prefeitura de Praia Grande e o governo do Estado de São Paulo, o projeto Navega São Paulo oferece aulas de vela, remo e canoagem. As atividades ocorrem de segunda a sexta-feira, na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua, o Portinho - local, banhado pelo Mar Pequeno que está situado na entrada da Cidade, na Rua Paulo Sérgio Garcia, 424, Bairro Sítio do Campo. Outras informações podem ser obtidas na Secretaria de Educação (Rua José Borges Neto, 50, Bairro Mirim, ao lado da Prefeitura, telefone 3496-2350) e na própria sede do Navega pelo telefone 3592-3209 e pelo e-mail navegasp@praiagrande.sp.gov.br.

Equipes de PG disputam a Copa Grande ABC de Malha

Times da Liga Municipal e da Casa
 de Portugal representam a Cidade
As equipes da Casa de Portugal / Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL)/Praia Grande e Liga de Bocha e a Malha de Praia Grande/SEEL disputam a Copa Grande ABC de Malha, tradicional evento Inter-regional regido pela Liga SantoAndreense de Malha (LSM). A competição está na terceira rodada e agora retorna dia 8 de abril (após realização dos Jogos Regionais do Idoso).

Nas partidas já realizadas, o grupo da Casa de Portugal ganhou da Liga de Praia Grande, foi derrotado por Mauá e pelo Baeta Neves. Já a turma da Liga de Praia venceu a de Mauá e Ribeirão Pires, e perdeu para a Casa de Portugal. Na primeira fase, as seis equipes jogam todas contra todas, em turno e returno, sagrando-se campeã a que somar o maior número de pontos. O vencedor da Copa Grande ABC de Malha classifica-se para a disputa do Campeonato Paulista série A que começa em maio.

O vice-campeão garante acesso à série B. E o terceiro colocado qualifica-se para disputar a terceira divisão (série C) do Estadual. Competem na Copa Grande ABC 2018 os selecionados da Liga de Praia Grande, Casa de Portugal, Associação Mauá, Centro Esportivo Baeta Neves (São Bernardo do Campo), Associação Atlética Esportiva Jardim Ipê (São Bernardo) e Associação SEL Ribeirão Pires.

Representam o time da Casa de Portugal Luciano Perez, José Puche, Nelson Baptista, José Branquinho, Antonio Esteves, Oraci Silva, Luiz Magno, Nivlado Deodato, Leandro Salomão, Roberto Castro, Mauro Gomes, Delso Ferreira, José Pedro Montini, José Humberto Montini e Ricardo Monteiro. Jogam pela equipe da Liga de Praia Grande José Eustáquio, Luiz Milanez, Gilberto da Silva, Cláudio Anacleto, Silvio Borges, José Regilvan, Claudinei Anacleto, Cândido Rosário, Roberto Gomes, José Macedo, Nelson Jesus, José Bonetti, Manoel Messias, Jair Queiróz, José Diniz Júnior, Álvaro Rodrigues e João Fernandes.

Dados - Em 2017, o time do Centro Esportivo Baeta Neves venceu a Copa Grande ABC. Depois terminaram as equipes do Esporte Clube Nacional/Santo André, Casa de Portugal, Mauá, Ribeirão Pires e Liga de Bocha e Malha de Praia Grande. Em 2016, a equipe da Liga de Bocha e Malha de Praia Grande sagrou-se vice-campeã. O time do Baeta Neves garantiu a primeira posição. O time da Casa de Portugal encerrou a disputa em terceiro lugar. 

Enxadristas disputam Campeonato Paulista

Atletas da Cidade disputaram
 as categorias sub-10, sub-14 e sub-18
A equipe de Praia Grande(Secretaria de Esporte e Lazer - SEEL) disputou nos dias 10 e 11 e março,  nas dependências do Ginásio da Associação A Hebraica, em São Paulo, na Capital, o Campeonato Paulista de Xadrez, categoria menores sub-10, sub-14 e sub-18, feminino e masculino, evento regido pela Federação Estadual (FPX) com apoio da empresa Xeque&Mate Empreendimentos Ltda.

Na sub-18, Leonardo Oliveira terminou em oitavo lugar. João Paulo Amorim Agrela ficou na 10ª colocação. André do Nascimento Melo, Gabriel Estevão Rodrigues, Ricardo de Lima Primo, Gabriel Pimentel Garcia e Gabriel de Andrade Coelho encerraram nas 12ª, 15ª, 16ª, 17ª e 20ª posições. Na sub-14, Fabiana do Nascimento Melo foi a 17ª melhor, Arthur SeijiKawano o 34º e Heitor Lourenço Mathias o 39º. Na sub-10, Arthur Vicente Barbosa Sousa acabou em 38º lugar. O grupo recebe orientação técnica da professora Domingos de Andrade Coelho.

Treinos - A SEEL de Praia Grande disponibiliza gratuitamente para os munícipes polo de iniciação e treinamento competitivo de xadrez. A modalidade é recomendada para todas as idades, mais precisamente para as crianças, pois estimula o raciocínio e o desenvolvimento intelectual. As aulas ocorrem no Ginásio Magic Paula (Avenida do Trabalhador, 4111, Bairro Antártica), de segunda a quinta-feira, das 8h às 17h, e nas sextas-feiras, das 8h às 12h; e no Espaço Conviver Boqueirão (Avenida Presidente Castelo Branco, s/n, Bairro Boqueirão), às sextas-feiras, das 17h às 21h. 

Para participar da atividade, os interessados devem se inscrever no local dos treinamentos (Fábrica do Esporte). Os menores de 18 anos precisam apresentar, além do próprio documento de identidade, autorização do responsável e comprovante de residência. Os materiais para a prática da modalidade são disponibilizados pela própria SEEL. 

Atleta de Mongaguá garante ouro em brasileiro de luta olímpica no Rio de Janeiro

David Pereira Barbosa
alcançou o lugar mais alto
 do pódio no estilo Greco Romano e
com isso conquistou vaga para
pan-americano no Peru em maio
Mineiro no documento e Mongaguaense de coração, David Pereira Barbosa, de 21 anos, trouxe para casa uma medalha de ouro após encher a Cidade onde mora de orgulho, representando não só o Município, como toda Região, durante o Campeonato Brasileiro de Wrestling (Luta Olímpica) que ocorreu no fim de semana, dias 16 e 17, no Rio de Janeiro.
Com a vitória no estilo greco-romano, o jovem do bairro Agenor de Campos garantiu vaga para disputar o pan-americano da modalidade, que ocorre em maio, em Lima, no Peru.
De acordo com o lutador, o resultado foi excelente. “Foi uma boa competição, fiz três lutas duras. A primeira foi um pouco tranquila, mas a semi final e a final foram intensas, onde fui até os dois últimos rounds. Na semi ganhei por superioridade técnica com placar de 8x0, e na final também por 6x0”, explicou.
Este já não é o primeiro Brasileiro que David Barbosa participa. O competidor atualmente é um dos três melhores do Brasil e obteve o título de todos os nacionais desde 2013, com exceção do ano passado. “Meu adversário desta final era o mesmo do ano passado e que me tirou na primeira luta, me deixando sem ao menos ter a chance de brigar por uma medalha.”
Atualmente é o campeão paulista, vitória que conquistou no início deste mês em São José dos Campos. Além disso, o lutador já foi sete vezes campeão paulista, ganhador do paulista escolar em 2013, conquistou o estadual júnior de 2013 a 2015 e vencedor do júnior e sênior estadual em 2016.
Entre os treinos e disputas, o jovem está no terceiro ano da graduação de Educação Física e também pratica e compete no jiu-jitsu. “Eu treino a parte física pela manhã, na academia Nitro System, e na parte da tarde faço a parte técnica, mesclando um dia jiu-jitsu e outro wrestling com o mestre Adriano Magnani, no CT Pride, em Mongaguá, equipe g13bjj”.
O atleta contou que deu início a sua carreira esportiva nas artes marciais com o judô aos 13 anos, época em que seu professor, André Franz Hadzic lhe apresentou o wrestling e de lá para cá não parou mais. “O esporte nasceu enraizado dentro de mim, sempre pratiquei esporte competitivo desde os meus 6 anos no futebol e logo mais fui com um amigo meu assistir um treino de judô e com isso passei a treinar e quando percebi o quanto gostava.”
Acostumado, nos dias de competição já sabe lidar com o nervosismo. “Hoje em dia eu não sinto tanto, já que eu venho competindo em alto nível há um bom tempo, então fico tranquilo. Tem aquele friozinho na barriga como em toda competição, mas assim que piso no tapete ela desaparece.”
Hoje seu maior sonho é representar o País em uma Olimpíada.“Está um pouco distante de acontecer porque é difícil de ser alcançado, mas que pode sim com muito trabalho e perseverança ser alcançado”, revelou.
O atleta que mora com o pai e irmão novo dos três que possuí, acredita que o apoio familiar sempre foi muito importante. Mesmo a atividade não sendo tão conhecida no Brasil crê que está melhorando. “Está bem mais conhecida do que há alguns anos atrás. Tivemos bastante divulgação por conta do MMA, onde os atletas vem treinando a parte de queda utilizando o wrestling. Então a modalidade deu um grande salto no País e no mundo, mas ainda tem muito que crescer. Estamos brigando dia a dia para a massificação da modalidade dentro da nossa região e Estado”, opinou.
OUTRA VITÓRIA – A Luta Olímpica é dividida em dois estilos: greco-romana e a livre. A luta greco-romana tem origem na Grécia Antiga e faziam parte dos esportes olímpicos praticados no século VII a.C. Já a livre é bem mais recente. Ela surgiu, na segunda metade do século XIX, em terras britânicas e foram os imigrantes desta região que levaram o estilo para os Estados Unidos no final do século XIX.
Ainda durante o Brasileiro, o vencedor do estilo livre também é da região. O santista Felipe Oliveira conquistou o bicampeonato na categoria estilo livre -97kg. A conquista veio após quatro vitórias diante de atletas de três estados. Com o resultado, Felipe manteve sua vaga na seleção brasileira, garantindo assim como David Barbosa a participação no Pan-Americano e também no Sul-Americano que será em dezembro, na Argentina.